Guia completo Foliculite: O que causa? Como tratar? – Bumbum Cream

banner-bumbum-cream

Cada fio de cabelo do nosso corpo nasce e cresce em seu próprio folículo. O termo foliculite significa que um ou mais folículos capilares são o local da inflamação, que normalmente tem origem bacteriana.

A inflamação de um folículo piloso geralmente ocorre nas pernas (foliculite nas pernas), couro cabeludo ou após um barbear rente à pele. Mas os problemas podem ocorrer em qualquer parte do corpo onde os pelos crescem.

Se essa condição for muito desagradável e causar coceira, por exemplo, pode ser necessário tratá-la, cuidando bem de sua pele. Quer entender melhor como fazer isso? Acompanhe este guia!


O que é foliculite? O que causa? Como tratar?

A foliculite é uma inflamação que resulta na formação de pequenas espinhas na pele. Se você olhar de perto, verá frequentemente um fio de cabelo no centro. Este é um sinal de que há inflamação no folículo piloso.

A foliculite capilar mais comum é causada por uma bactéria e resulta na formação de pequenas pústulas, principalmente em homens jovens, no couro cabeludo ou em outras áreas com pelos. É uma condição muito comum, tanto em homens quanto em mulheres.

Ela desaparece se for bem tratada. No entanto, se a doença voltar, é importante identificar a origem da infecção. As causas da inflamação dos folículos capilares podem ser diversas: fricção na pele, roupas apertadas ou suor intenso e pele seca são fatores que podem aumentar o risco de folículos pilosos inflamados.

A foliculite também pode ocorrer após o barbear, em uma banheira de hidromassagem ou spa – que também podem ser uma fonte de contaminação. A inflamação dos folículos capilares ocorre com mais frequência se você já teve problemas com eczema no passado.

Guia Completo de como acabar com a foliculite

Vamos falar mais especificamente sobre o assunto? Veja a seguir…

Tipos de Foliculite

Existem diferentes tipos de foliculite, dependendo do seu grau de gravidade:

Foliculite superficial

A superficial é o grau mais brando. É caracterizada por um ponto vermelho que gradualmente evolui para um botão branco enchendo-se de pus e fedor. Deve-se observar que, com esse tipo de foliculite, geralmente você verá um fio de cabelo no meio dessa espinha.

Este local pode ser sensível, especialmente quando pressiona e está vermelho. Atuando apenas na superfície da derme.

Foliculite profunda

Como o próprio nome sugere, a foliculite profunda não é apenas visível na superfície da derme, mas também ataca o folículo piloso em profundidade. Isso ocorre porque a bactéria Staphylococcus aureus entrou no bulbo.

Aqui estamos em uma situação em que a foliculite dói quando você toca, mas você também pode sentir sem tocá-la. Visualmente, a condição é igual à superficial, mas a foliculite profunda pode evoluir para placas.

Foliculite na barba

Esse tipo de foliculite afeta apenas homens e, portanto, sua origem é um pouco diferente, mesmo que a bactéria Staphylococcus aureus seja a responsável. A causa da inflamação é o ato de barbear. Daí a necessidade de se barbear bem com lâminas que estejam limpas e em bom estado.

banner-bumbum-cream

Vale lembrar que a foliculite pode afetar qualquer parte do corpo e rosto onde haja cabelo:

  • Couro cabeludo 
  • Rosto
  • Pernas
  • Área íntima e mais!

Tratamento para foliculite existe?

Sim, existem várias maneiras de tratar e curar a foliculite. A seguir, confira algumas dicas que podem ajudar:

  • Lave com sabão contendo clorexidina. Mas é igualmente importante lavar-se apenas com sabão e bastante água.
  • Os antibióticos também podem tratar a furunculose. No entanto, o uso de antibióticos pode causar resistência aos antibióticos e alergias de contato.
  • É útil massagear a pele com uma luva de fibra antes de fazer a barba. Para evitar que a foliculite volte, é importante remover as bactérias da área contaminada, por exemplo, no nariz. Neste caso, uma amostra deve ser coletada. 
  • A foliculite na barba deve ser objeto de um tratamento local com antibióticos ou comprimidos.
  • Se sofre de foliculite profunda (furúnculos), em caso de recorrência (furunculose) deve consultar o seu médico, que lhe receitará antibióticos.

Separamos também para você um infográfico com alguns alimentos que causam o aumento da foliculite, e alimentos que são bons para evitá-la.

Cuidados com a pele e couro cabeludo

Se você tiver problemas com os folículos capilares, é especialmente importante cuidar bem da pele, lavando-a e o couro cabeludo com um sabonete antisséptico.

Para folículos no couro cabeludo, é recomendado o uso de produtos de cuidados diários para o couro cabeludo, como shampoo para Limpeza de Cabelo e Bálsamo para Cuidado do Cabelo.

Já para o corpo, aconselhamos o uso de Sabonete Líquido, Loção Corporal e Creme Corporal. Você também pode tentar evitar a recorrência com estas dicas:

  • Evite roupas apertadas. Isso ajuda a reduzir o atrito entre sua pele e suas roupas.
  • Se você usa luvas de borracha regularmente, coloque-as do avesso após cada uso, enxágue-as com água e sabão e seque-as bem.
  • Só tome banho de água quente com a banheira limpa e só vá a piscinas climatizadas. Lembre-se de limpar sua jacuzzi ou piscina regularmente e adicionar a quantidade recomendada de cloro.

A foliculite é contagiosa?

Bem, a resposta é sim, a foliculite é até muito contagiosa devido à presença da bactéria Staphylococcus aureus. É isso que constitui sua principal dificuldade de tratamento. Assim, como a foliculite é muito contagiosa, recomendamos:

Não tocar no local infeccionado

Claro que é mais fácil dizer do que fazer, afinal, a foliculite pode coçar e dar vontade de esfregar (até mesmo de furar quando ela está no estágio final de bolha). Mas, ao tocar o local, você corre o risco de transmitir a bactéria para os dedos e, portanto, espalhar para outros folículos capilares que tocará com os dedos (nos braços, pernas, barba, etc.).

Não tocar na foliculite de outra pessoa

Em particular de seu cônjuge, que vai pedir para você furar a espinha branca. Porque, dessa forma, você corre o risco de espalhar a bactéria em sua casa.

A foliculite deixa marcas?

A foliculite pode deixar vestígios em dois níveis:

  • Por um lado, se você não deixar a foliculite amadurecer naturalmente, coçando ou cutucando, corre o risco de causar lesões profundas que vão assumir o aspecto de cicatrizes pigmentadas.
  • Por outro lado, o caso extremo pode gerar o desaparecimento do folículo piloso e, portanto, do cabelo. Você corre o risco de encontrar com um buraco no cabelo, ou mesmo com um buraco na barba, por exemplo. O que não seria muito bonito esteticamente, né?

Boas regras de higiene

Se você tem foliculite, como disse no início do artigo, é necessário seguir algumas regras de higiene:

  • Lave bem as mãos
  • Corte suas unhas
  • Não arranhe a área, não toque nela também
  • Evite ir a locais úmidos como piscinas, saunas, jacuzzi, etc.
  • Em caso de foliculite na barba, limpe bem os aparelhos de barbear (lâminas, escovas e outros) ou mesmo desinfecte regularmente, mesmo após cada utilização.

Bumbum Cream: creme que vai potencializar seus resultados

Além de todos os cuidados indicados acima, você pode incluir à sua rotina o uso de cosméticos que combatem a foliculite, como o BumbumCream. Esse tipo de produto ajuda a potencializar os resultados do tratamento!

O BumbumCream é um creme para celulites com o conceito do BB Cream, produto popular na maquiagem feminina. Ele promove um tratamento de celulite, estrias, foliculite e outros problemas de pele desde a primeira aplicação.

Dentre os resultados mais prestigiados estão: sentir sua pele mais firme, com brilho, hidratada e desaparecimento das imperfeições, como aquele efeito “casca de laranja” da celulite e a pele desagradável de manchas.

Demais, né? Conheça mais no site oficial!

More Reading

banner-bumbum-cream