Mapa da Acne: O que é? O que causa? Como tratar? Quais os tipos?

banner-bumbum-cream

A acne é um problema de pele que atormenta muitas pessoas. Mas, você sabe realmente o que é acne?

Bom, a acne é uma condição de pele que surge quando os folículos pilosos (onde nascem os pelos) ficam obstruídos por sebo e células mortas causando inflamação.

O que causa a acne? A acne pode ser causada por diversos motivos, entre eles alterações hormonais, predisposições genéticas, níveis elevados de estresse, uso de alguns medicamentos específicos, incluindo aqueles que contêm corticoides, andrógenos ou líti,  suplementos e cosméticos com formulações e texturas oleosas.

O blogdo Bumbum Cream trouxe este artigo completo sobre a acne e quais são as melhores formas de tratamento, os tipos dessa condição e causas. Leia o guia completo e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto.


O que é Acne? O que causa? Quais os tipos? Como tratar? Qual o melhor remédio?

Como já foi dito anteriormente, a acne é uma doença que provoca a obstrução das glândulas de gordura da pele, ocasionando erupções também chamadas de espinhas. A inflamação é causada por bactérias que se alojam na pele.

O que causa?

Uma junção de vários fatores desencadeiam a acne: o excesso de oleosidade da pele, acúmulo de bactérias, tendência à inflamação, desregulação hormonal, acúmulo de tecido morto, tudo isso contribui para o aparecimento das espinhas. Porém, citaremos, a seguir, os principais motivos para o surgimento da acne.

  1. Puberdade – Durante a adolescência, entre os 12 a 18 anos, é muito comum haver o aparecimento de espinhas nessas idades. Isso porque ocorre o aumento da produção de hormônios androgênicos, como a testosterona que ocasionam a produção de oleosidade. Mesmo assim, a acne pode surgir em qualquer idade devido a outros fatores..
  2. Limpeza incorreta da pele ou não retirar a maquiagem – Ter uma rotina de skincare é ideal para manter a saúde e beleza da pele. Caso não seja feita ou feita de maneira inadequada, pode ocorrer o acúmulo de oleosidade que obstruem os poros e facilitam a formação de acne e cravos. Quando não se retira a maquiagem, o acúmulo de sujeira também ocasiona o surgimento de espinhas.
  3. Uso de produtos gordurosos – Dependendo do tipo de sua pele, caso seja utilizado produtos que contenham gordura, como os óleos, isso aumenta o excesso de oleosidade, uma das causas da acne. Por isso, o ideal é saber o seu tipo de pele e optar por produtos que sejam adequados a ele.
  4. Doenças hormonais – Cerca de 25% das mulheres têm acne na fase adulta devido a doenças hormonais. A principal delas é a síndrome do ovário policístico que aumenta a produção de androgênios, que são hormônios masculinos que atuam no aumento da oleosidade da pele. Quando esse hormônio está em maior proporção em comparação a outros hormônios do corpo, como estrogênio e progesterona, a pele acaba produzindo mais sebo.
  5. Reação a medicamentos – Alguns medicamentos podem causar efeito colateral como reações de inflamação na pele como resultado está a  formação de acne. Medicamentos, como antidepressivos, antiepilépticos e esteróides, são responsáveis por promover a acne naqueles que os utilizam.
  6. Predisposição genética – Quando a genética é propícia, a formação de acne é inevitável. E isso é um dos fatores mais recorrentes entre pessoas que possuem essa condição, principalmente, aqueles que têm espinhas em excesso.
  7. Gravidez – Quando a mulher está grávida, pode aumentar a produção de progesterona que aumenta a oleosidade da pele. Contudo, isso não é regra geral. Algumas mulheres podem ter essa reação hormonal enquanto outras não.

Leia Mais: Cuidados com a pele: Guia completo com Cronograma (2021)

Tipos de acne e como tratar 

Existem diversas escalas para classificar o tipo de  acne de acordo com a sua gravidade. Por exemplo, esta pode ser dividida em:

1. Acne comedônica

Também chamada de acne tipo grau 1, é a forma mais comum e normalmente tem início na puberdade, sendo mais frequente de acontecer a partir dos 15 anos tanto em meninos quanto em meninas. 

Corresponde aos cravos que acometem a região da testa, nariz e bochechas e não apresentam pus, já que está relacionado com alterações hormonais da fase da puberdade.

Como tratar 

Este tipo de pode ser tratado por meio de cremes ou loções de uso tópico que devem ser indicados pelo dermatologista para ajudar a evitar e eliminar a acne. Importante usar os produtos indicados por um profissional para evitar que o problema seja agravado caso seja utilizado produtos que não são adequados.

2. Acne pápulo-pustulosa leve a moderada 

 É a acne do grau 2, é popularmente conhecida por espinha. Consiste na presença de elevações na pele com pus,  e são arredondadas, endurecidas, avermelhadas e que podem ou não ser dolorosas.

banner-bumbum-cream

Como tratar

Neste caso  da acne do tipo 2 é de extrema importância não espremer as espinhas e seguir as orientações do dermatologista que poderá o uso de antibióticos como forma de tratamento.

3. Acne nódulo-cística

A acne  grau 3 é aquela conhecida como espinha interna e é caracterizada pela presença de nódulos internos sob a pele, no rosto, costas e tórax. Geralmente, são dolorosas e surgem por conta das alterações hormonais relacionadas com a adolescência ou período menstrual.

Como tratar

Já neste caso, também não é recomendado espremer as espinhas e a pessoa deve ir ao dermatologista para que seja feita uma avaliação da pele e da espinha e possa ser indicado o uso de antibióticos ou de isotretinoína.

4. Acne nodular grave ou acne conglobata

 A acne conglobata é uma forma grave de acne nodular  que consiste em um conjunto de lesões próximas umas das outras com a presença de pus, o que pode levar à formação de abscessos e fístulas na pele, e, consequentemente, deformação da pele. Ocorre sobretudo em jovens do sexo masculino.

Como tratar

Como este caso é o mais sério dos demais, o recomendado é consultar o dermatologista para que seja feita uma avaliação da pele e da gravidade da acne e possa ser iniciado o tratamento mais adequado.  Na maioria dos casos deste tipo é feito o tratamento com o medicamento Roacutan.

Além de todos os cuidados indicados acima, você pode incluir à sua rotina o uso de cosméticos que combatem estrias, como o BumbumCream. Esse tipo de produto ajuda a potencializar os resultados que com certeza virão se você combinar uma boa alimentação, treino e cuidados estéticos.

O BumbumCream é um creme para estrias com o conceito do BB Cream, produto popular na maquiagem feminina. Ele promove um tratamento de celulite, estrias, a terrível espinha no bumbum (foliculite) e outros problemas de pele desde a primeira aplicação.

Dentre os resultados mais prestigiados estão: sentir sua pele mais firme, com brilho, hidratada e desaparecimento das imperfeições, como aquele efeito “casca de laranja” da celulite.

Demais, né? Conheça mais no site oficial!!


    banner-bumbum-cream